segunda-feira, 15 de junho de 2009

João Santa-Rita - Revisitar um passado de toxicodependência



Descrever cerca de trinta e sete anos de consumo de drogas em poucas linhas, é uma missão quase impossível. Deixa de o ser quando, em pouco tempo mais de dois anos, aconteceu na minha vida algo que produziu uma mudança tão radical que todos aqueles anos não passam agora de distantes "buraquinhos ocos" na minha memória, que incomoda cada vez menos.

Ao contrário do que muitos sustentam, a condição social por si só ou em conjunção com outras adversidades da vida, não conduz potencialmente à toxicodependência. Tive (quase) tudo para não me cruzar com ela, mas vim a praticar dezenas de crimes, associados a uma asfixiante necessidade de dinheiro fácil e rápido para doses diárias de cocaína e heroína, mergulhando numa marginalidade gratuita e violenta, donde resultaram mais de 21 anos passados em cárceres de Portugal, Bélgica e Brasil. Nasci em Lisboa no seio de uma família da média burguesia, bem instalada nas avenidas Novas, bairro chique e moderno de Lisboa da segunda metade do século XX. (contínua...)

Descubra como termina o testemunho de João Santa-Rita na revista Novas de Alegria destes mês!

Nenhum comentário: